quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Eu posso não ser o que você esperava, mas a gente não escolhe o que quer sonhar quando coloca a cabeça no travesseiro.
E que atire a primeira pedra quem não gosta de sonhar aqui. Eu posso não ser tudo o que você precisava, mas a gente vive e morre sem saber do que realmente
precisamos. Eu posso não bastar, então que baste apenas o meu amor por você. Eu posso não ser um monte de coisas, mas tenho certeza de tudo aquilo que sou: um céu
alaranjado, uma noite de lua cheia ou um banho de mar, e posso ser tudo mais que você quiser que eu seja. Muito tempo se passou, muita coisa eu vivi e você, fez e poderia voltar a fazer parte da minha melhor época.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ouvi dizer que só era triste quem queria
Humanos em si, não morrem. Dependendo da pessoa, ainda podemos imaginá-las em nossas casas fazendo o que costumávamos fazer.
Hoje, me arrependo de nao ter dito a voce o quanto fui feliz naqueles momentos. Éramos crianças e me lembro até hoje, quando entro no meu quarto, de nós duas brincando e minha mae brava pelo barulho... achávamos isso engraçado. Estranho, mas lembro também da primeira vez que me contou o nome do menino que voce gostava. Primeira vez e única.
Nao há um dia sequer que eu nao olhe pela minha janela sem lembrar do cantinho que voce sentava e ficava toda solitaria vendo as crianças brincando e eu aqui.. querendo ajudar mas sem nada pra falar.
Estou eternamente arrependida de nao ter dito nem um  "oi" naqueles dias em que apenas uma grade nos separava.
Nao fiz por merecer e também jamais perguntei se isso te fazia mal.  Mas também nao sei como é que vai ser e nao sei se um dia voltarei a te encontrar. Mas se isso acontecer, eu juro nunca mais te abandonar... nem nos teus piores momentos.
Errei feio uma vez e só quando te perdi, percebi a gravidade do meu ato, da minha burrice e hoje, já nao sei se serei perdoada.
O que eu sempre quis te dizer é: "Eu te amo muito" e hoje mais do que nunca: "Eu sinto a sua falta". AP 28/08/2008 s2222222
O amor... como definir o amor? Cada um tem seu ponto de vista que depende de tantas coisas! Quando nos referimos ao amor, nos vem a cabeça uma paisagem linda com aquela pessoa que sempre sonhamos em ter, em um dia de sol, enfim... do meu humilde ponto de vista, nao é bem por aí. No começo, todos achamos tudo belo, saímos cantando musicas romanticas pela casa desde a hora em que acordamos até a hora de irmos dormir. Certo tempo depois, aquilo vai se tornando cada vez mais comum... talvez não por voce mas por quem voce sempre quis bem. Sem entender o porque, aquele tal amor que achavamos lindo e maravilhoso, se torna o pior sentimento com o qual nao queremos cruzar nunca mais. Começamos a fazer coisas pra tentar distrair mas só estamos alimentando ainda mais o que logo se tornará a dita solidao. Ah, o amor!
Quando decidimor entao nos acostumar com a solidao, tentam com jeitinho voltar. No começo é engraçado... nos perguntamos por que ele está de volta mas nao nos satisfazemos com resposta alguma dai entao achamos que está tudo resolvido pois sem pensar, acabamos deixando a solidao que por sinal nao é tao bom assim quanto o amor e aderimos ao mesmo de novo.
Quando menos se espera, tudo aquilo começa a acontecer de novo e vai ser assim até o fim de nossas vidas. Nao vai adiantar tentarmos escapar porque até entao, o amor se tornará um vicio pelo quandovamos sempre querer encontrar. E o que vai acontecer depois de cada ilusao? Ah, ai só depende exclusivamente de voce.

domingo, 24 de outubro de 2010

Troquei muitas amizades sinceras por uma só que mais pra frente, iria partir meu coraçao em pedaços invisiveis que até hoje nao achei para repor em seu lugar. As vezes, penso em como teria sido bom te encontrar antes disso... mas e depois dessa enorme alegria de ter te olhado nos olhos? O tombo seria maior?
Depois do ocorrido, passou um flashback pela minha cabeça onde toda aquela historia aconteceu de novo em poucos segundos. Batalhei muito pra conseguir a sua confiança e quando consegui, num piscar de olhos tudo desapareceu. O que quase nunca sai da minha cabeça, são as risadas no telefone que voce dava por causa do meu jeito de falar e das minhas girias, das vezes que eu dizia que ia sair e voce fazia manha pra eu ficar... "é só digitar com cuidado que sua mae nao ouve o barulho", dos sorrisos e coraçoes trocados pela webcan, das historias e segredos contados, das nossas frustraçoes, micos e nossos medos. De como voce se sentia mal ou bem por 1001 motivos, de como voce pedia com jeitinho pra eu aprender a tocar alguma musica das tuas bandas favoritas, de quando sua irma ouvia minha voz da sala dizendo OI e ia me ver junto a ti. Coisas que voce nao deve se lembrar mas vou sempre guardar comigo. De fato, o que nunca sairá dos meus pensamentos, sao  as alegrias que voce ja me proporcionou. Acabou tudo de um jeito tao inesperado, de um jeito que me assustou e mudou voce. Hoje age como se nao soubesse quem sou eu. Eu? Sou aquela problematica que morria de rir do seu jeito comico, que te fazia um texto por dia, que nao parava de pensar no que voce estava fazendo, que fazia QUALQUER COISA por voce, que realmente se importava contigo e que hoje, parece só mais uma estranha fora do seu mundo cheio de regras e leis pela primeira vez. Prazer, minha grande, velha e inesquecivel desconhecida. :}
Hmm.. talvez eu tenha feito isso apenas por distraçao ou entao nao sei bem ao certo o porque.. mas disseram-me que é como uma valvula de escape... onde voce consegue lidar com seus problemas muito mais facil a partir do momento que compartilha eles aqui. Isso, eu vou tentar fazer pois problemas é o que não me falta. Quando acho que saí de um, me aparece outro e outro... tento deixar pra lá mas é como uma bola de neve que só tende a crescer. Enfim... vamos ver no que isso dá.